terça-feira, 20 de novembro de 2018

EXPERIÊNCIAS - Pilotar uma lancha na ilha de Capri (ITÁLIA)


Caros viajantes!

Conforme expliquei no artigo anterior, o blog ficaria inativo por algumas semanas, devido à viagem que fiz a Buenos Aires e - principalmente - à minha subsequente mudança pra Nova Zelândia... O que, de fato, aconteceu! Então, seria de se esperar que o 1º artigo que eu postasse já estando aqui fosse sobre esse país, certo? Não exatamente...

Como eu também já havia adiantado, minha adaptação e fixação definitiva na NZ deveria levar algum tempo, e elas ainda estão ocorrendo!
Mudar de país implica numa imensa "check list" de coisas a serem feitas e providenciadas, e embora eu já tenha dado conta da maioria delas, ainda não terminei tudo. Por causa dessas pendências, ainda não pude viajar por aqui, e no pouco tempo livre que tive até agora pra passear por Auckland (cidade em que estou morando), não deu pra conhecer muita coisa - pelo menos, não o suficiente pra escrever um artigo do tipo Direto da Estrada, Mini Guia, Fora da Rota, etc...
Espero conseguir resolver logo o que falta, mas como nem tudo depende só de mim, a publicação de artigos sobre a Nova Zelândia ainda deve demorar um pouco! Então, enquanto isso, pra que o blog não fique parado, vou continuar escrevendo sobre outros destinos...

... E o escolhido de hoje é um dos meus lugares favoritos no mundo, onde também tive, por 2 vezes, a experiência inesquecível de pilotar uma lancha ao redor da ilha: a mítica e paradisíaca Capri, na Itália! 😃


Quem acompanha o blog, sabe bem o amor que eu tenho pela "Velha Bota". Na 1ª vez que estive na Europa, já há alguns anos, me apaixonei perdidamente pela terra dos meus ancestrais, sendo que aquela foi uma longa viagem só pela Itália e os 2 "mini países" que ficam "dentro" dela (San Marino e Vaticano). Talvez tenha sido a melhor viagem da minha vida, e o encerramento com chave de ouro foi nessa famosa ilha da região da Campania, no sul italiano!
Como se já não bastasse todo a fascinação com o lugar em si, fui "vítima" dum maravilhoso acontecimento inesperado, que foi ouvir, ao acaso, uma conversa no hostel em que eu estava na encantadora cidade de Sorrento...

Umas meninas uruguaias estavam comentando sobre como aquele dia havia sido incrível, porque elas tinham ido até a ilha de Capri, descoberto uma empresa que alugava lanchas e que eles ensinavam como pilotá-las ali mesmo, na hora! Aí elas fizeram seu próprio "caminho" por lá, parando onde queriam e indo onde a grande maioria dos turistas não chegam (já que geralmente, eles só ficam na própria ilha e/ou fazem tours vendidos por empresas que tem barcos grandes)!
Eu tinha feito amizade com umas australianas que estavam no mesmo quarto que eu, e quando comentei o que tinha ouvido, completando com algo como "que loucura, né?", elas deram um salto, disseram pra gente fazer a mesma coisa, e que eu, como homem do grupo, seria o piloto!! HAHAHA 😀

De fato, no dia seguinte eu planejava ir pra Capri, mas a ideia era só circular pela ilha a pé e de ônibus, e talvez pegar um barco pra conhecer a famosa Grotta Azzurra (gruta azul)... Eu nunca tinha pilotado uma lancha na vida, e confesso que fiquei meio receoso; como assim eu iria "aprender na hora"? Será que era seguro, tanto pra mim quanto pras "passageiras"? Apesar disso, resolvi correr o risco... Até porquê, ia ficar feio dizer não pras meninas! 😂

Chegando em Capri... E iniciando um dia histórico! 😃
Pegamos então o ferry pra Capri, seguimos a orientação das uruguaias e fomos direto até a tal empresa... Que na verdade, era só um balcãozinho numa parte meio escondida do cais, com uma placa escrito "Capri Boat" e uns indianos trabalhando! 😮
O preço era bom (como Capri é um lugar bem "chic" e turístico, achamos que seria caríssimo), e eu não entendi muita coisa do que o indiano disse em seu inglês macarrônico, enquanto me passava as instruções sobre como pilotar a lancha... Mas pensei "seja o que Deus quiser" e zarpamos!! 😂

Começando o passeio...
Felizmente, logo eu percebi que a coisa não tinha muitos segredos. Era meio que como dirigir um carro automático, só precisando aumentar ou diminuir a velocidade, e tomar alguns cuidados básicos, como tentar evitar as ondas, não navegar muito perto da costa e usar a âncora quando quisesse "estacionar".

Olha a cara de felicidade da criança depois que pegou o jeito da coisa!! 😂
Aproximando do maior símbolo de Capri: I Faraglioni...
... Olha eles aí!! São dois rochedos gigantes no mar, sendo que em um deles, a natureza abriu essa "passagem" ao longo de milhares de anos! 😃
Em 3h, nós demos a volta na ilha toda, parando em 2 ou 3 lugares pra nadar - dentre eles, a Grotta Verde, que é muito menos disputada que a azul e que eu consegui atravessar nadando, já que a maré estava favorável! 😃

Que lugar "horrível"!! 😍
Entrando a nado na Grotta Verde...
... Que possui 2 entradas/saídas e tem esse nome por causa da cor com que a água fica dentro dela! Sou eu ali descansando, depois de tê-la atravessado (uma das meninas tinha me seguido sem eu perceber e tirou essa foto com a GoPro dela)! 😍
Capri é uma ilha deslumbrante, e poder vê-la 100% a partir do mar é um jeito diferente e muito interessante de explorá-la! O único problema é que algumas pessoas ficam muito enjoadas em barcos quando eles não estão em movimento (me incluo nesse grupo), então lá pelas tantas, eu e uma das australianas sujamos o lindo azul do Mar Tirreno com nosso almoço - se é que você me entende... 😂

Finishing the stroll with the aussies! 😊
Mas apesar desse "episódio" (hahaha), a experiência foi inesquecível e aquele foi um dos dias mais legais da minha vida!! 😃


3 anos depois, quando voltei à região e morei por um período em Sorrento pra estudar italiano (a escolha do lugar não foi por acaso, já que eu REALMENTE tinha me apaixonado pela Campania!), eu retornei a Capri e repeti a experiência, conforme contei em maiores detalhes no artigo que escrevi na época!

O Capitão voltou à ilha!! 😁
Por sorte, a "Capri Boat" ainda existia e estava no mesmo lugar, e de novo, foi um dia absolutamente fantástico - mesmo já não sendo uma novidade pra mim! A galera que estava comigo dessa vez também achou sensacional (não tem como não ser!), e como eu que dei a dica do passeio e fui o "guia", novamente fui "empurrado" pra posição de piloto... O que fiz com o maior prazer!! 😁

De novo, I Faraglioni lá no fundo (e na foto anterior também)!
O único senão foi que, à certa altura, eu passei mal de novo (tudo bem, vale a pena! Hahaha), e além disso, novamente não visitei a Grotta Azzurra. O problema é que você não pode ir lá por conta própria: é preciso pagar por um barqueiro autorizado pra que ele te leve (não sem antes ficar numa fila que pode demorar horas), e quando você finalmente entra, só se pode permanecer ali por uns 10 minutos. Em nenhuma das vezes que estive em Capri eu ou as pessoas que estavam comigo quisemos perder tempo com isso, também porque dizem que todas as fotos da Grotta Azzurra são "photoshopadas"! E ainda, particularmente, eu já tinha visitado cavernas semelhantes em outros lugares, então realmente achei que dava pra pular...
Nessa 2ª vez, não foi possível ir de novo na Grotta Verde, porque a maré estava muito alta. No entanto, não faltaram cavernas no passeio, porque Capri tem várias outras - de menor tamanho e beleza, é verdade, mas mesmo assim, muito legais também!

Fui o único na lancha que não teve medinho de nadar até essa caverna e explorá-la!! Hahaha
Brincando numa outra gruta desconhecida (nessa era mais fácil de chegar e todo mundo foi!)
Na 1ª vez em Capri, não estávamos com muito tempo, então além do passeio de lancha, só conhecemos, em terra, a praia/vila principal: Marina Grande. Já na 2ª vez, passamos o dia inteiro na ilha, então depois da lancha, saímos pra explorá-la a pé: andamos mais por Marina Grande, pegamos o bondinho, passeamos pelo pitoresco centrinho, conhecemos a inacreditável Via Krupp e fomos conferir as vistas espetaculares dos Giardini di Augusto (de onde tirei a foto de abertura do post) e do Arco Naturale...

Marina Grande
Vista de um terraço do lado do bondinho que faz o trajeto montanha acima, entre Marina Grande e o centro de Capri
Via Krupp: uma estrada construída num PAREDÃO! 😮
"Onde está Wally?" (Arco Naturale)
... Ainda assim, faltou tempo pra descer até Marina Piccola (uma prainha/vilazinha mais isolada que só vimos do mar) e ir até a cidadezinha de Anacapri, mas tudo bem! Ficou como um pretexto pra uma 3ª visita, na qual, é claro, também vou aproveitar pra repetir essa experiência sem igual! 😃

Ao fundo, Marina Piccola e um dos vários buracos enormes que o vento esculpiu nos rochedos de Capri! 😃
Relaxando na praia depois de mais um dia inesquecível 😊



••• "Partiu Capri"?! Então agora encontre AQUI as melhores opções de HOSPEDAGEM na própria ilha e em Sorrento! •••



Até a próxima viagem! =)

2 comentários:

  1. Caraca! Capri eh linda demais, ne!? EU quero muito conhecer.. qdovisitei a Campagna nao deu tempo de ir pras ilhas... da proxima vez eu vou!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Capri é sensacional! E agora vc já sabe o melhor jeito de explorar a ilha =D

      Excluir

Dúvidas, sugestões, críticas, elogios...? Participe comentando aqui! =)