domingo, 8 de julho de 2018

DIRETO DA ESTRADA - Realizando sonhos (ESTÔNIA e FINLÂNDIA)


Caros viajantes!

Neste 2º artigo DIRETO DA ESTRADA sobre a "URSS 2018", falarei sobre o 3º e o 4º país que visitei nessa viagem, ambos já bem diferentes dos dois primeiros (e mais ainda dos seguintes!): a Estônia e a Finlândia - que de quebra, ainda tiveram um significado bem especial pra mim! 😃

Então, antes de irmos ao relato sobre como foi a exploração de Tallinn e Helsinki (as capitais desses países), vamos a alguns esclarecimentos...

A imensa Tuomiokirkko (Catedral Luterana) de Helsinki é o maior símbolo da capital finlandesa
Talvez você esteja se perguntando: se a Estônia é um dos três Países Bálticos, por que ela não entrou no artigo anterior ("Os encantos dos Bálticos", sobre a Lituânia e a Letônia)? Por duas razões...

Primeiro, porque a Estônia está, por diversos motivos, mais "próxima" da Escandinávia do que dos outros países banhados pelo Mar Báltico - inclusive, muitos estonianos se consideram nórdicos, por razões históricas e culturais! Mas o que é realmente visível é que a Estônia é bem mais moderna que a Lituânia e a Letônia (sendo considerada o país mais "digital" do mundo!), e em matéria de preços, apesar deles serem menores que nos caríssimos países escandinavos, já há um salto em relação aos seus vizinhos bálticos - que como eu já tinha dito no artigo anterior, são incrivelmente baratos!

Um pedaço da cidade velha de Tallinn no 1º plano, com um pedaço do moderníssimo terminal de barcos da cidade ao fundo - tudo visto da torre da igreja principal (São Olavo, do século XII), de onde eu também tirei a foto de abertura do post!
O segundo motivo pelo qual a Estônia entrou num artigo que também fala da Finlândia foi uma questão pessoal; ambos são países que sempre tiveram uma aura de fascinação pra mim (especialmente a Finlândia), por várias razões: seja pelas suas lindas bandeiras (que eu já gostava desde quando era um menininho que adorava ver os mapas e as bandeiras no Atlas), pela enorme distância geográfica e cultural do Brasil (ir pra lugares tão longínquos e diferentes é sempre incrível!), pelas histórias que meu pai contava de quando ela foi pra URSS "real" e também passou pela Finlândia, pelas bandas de rock/metal desse país nórdico que eu curto desde moleque e pelos bons amigos de lá que eu fiz em intercâmbios e viagens, e até por um trabalho de Direito Internacional que eu fiz há vários anos na faculdade, acerca de um tratado de turismo entre o Brasil e a Estônia (o que, na época, me levou a pesquisar bastante sobre esse país e me deixou ainda mais interessado nele)...

Mais uma vez seguindo as"pegadas" do meu pai: ele tinha me falado que escreveu o nome dele dentro de um dos tubos do Monumento a Sibelius (o mais famoso compositor clássico da Finlândia), em Helsinki, há 40 anos... Procurei, mas não achei! 😂 (créditos à Päivi, minha amiga finlandesa que tirou a foto sem eu ver)
... Enfim, viajar especificamente pra Estônia e pra Finlândia sempre me pareceu algo "mítico", meio inalcançável, mas agora eu não só realizei esse sonho, como ainda me apaixonei por Helsinki e tive lá o que foi o dia mais divertido de toda a "URSS 2018"! 😃

Ironicamente, de todos os países que visitei nessa viagem, o único que NÃO pertenceu à União Soviética foi justamente a Finlândia, mas se considerarmos a proximidade geográfica e o fato de que o país já foi um território do Império Russo (antes da URSS), além de que os soviéticos voltaram a invadi-lo na 2ª Guerra Mundial... Acaba entrando no "bolo" - só não diga isso a um finlandês! 😂

A Finlândia ainda guarda traços do tempo que pertenceu ao Império Russo, como a bela Catedral de Uspenski (ortodoxa)
Feita toda essa introdução, vamos então, finalmente, ao relato da jornada por esses dois países! 😃

Novamente, viajei num baratíssimo e extremamente confortável ônibus de Riga (capital da Letônia) até Tallinn, a capital estoniana. Chegando lá, de cara já se nota que em matéria de desenvolvimento, o país está um (ou mais) degraus acima dos seus vizinhos bálticos, porque a cidade tem bem mais edifícios novos e também uma infraestrutura de transporte mais moderna. Apesar disso, assim como em Riga e Vilnius, a principal atração local também é a cidade antiga...

Tallinn, a capital estoniana
Mais um "cenário" europeu!
Panorama de Tallinn no fim do dia
... Só que no caso de Tallinn, a cidade velha é ainda menor que nas duas outras capitais bálticas! Isso, somado à praticamente inexistente vida noturna numa 5ª feira, me deixou com uma pontinha de decepção, ainda mais considerando que, como eu disse acima, as minhas expectativas eram bem altas em relação à Estônia... Mas não dá pra dizer que essas coisas foram uma surpresa, afinal a nação estoniana é a menor entre os Países Bálticos, tanto em território como em população!

Tudo pequenininho e bonitinho... "Acho que já vi isso antes!" 😄
Praça principal de Tallinn (Raekoja Plats), num dia tranquilo...
... E num dia de feira! Esse edifício maior é a prefeitura da cidade
Porém, de forma alguma, isso quer dizer que eu não gostei de Tallinn - muito pelo contrário! A cidade é LINDA, com sua parte velha parecendo um conto de fadas medieval, e eu tenho certeza absoluta que me apaixonaria pelo lugar se fosse a 1ª vez que eu estivesse viajando para a Europa (o que também vale pra Riga e Vilnius), porque nesses países tudo é diferente demais do que um brasileiro está acostumado! Mas justamente por já ter explorado bastante esse continente, a experiência não foi tãaao impactante pra mim... De qualquer maneira, é impossível não gostar de lá! 😊

A antiquíssima Katariina Käik (Passagem de Sta. Catarina) é uma das ruazinhas mais medievais que eu já vi NA VIDA! 😃
O Castelo de Toompea, que é utilizado até hoje pelo governo estoniano, é integrado à muralha que cerca toda a cidade velha de Tallinn
Como sobrou tempo em Tallinn, fui conhecer o lindo Eesti Vabaõhumuuseum (Museu ao Ar Livre da Estônia), que fica um pouco fora da cidade. É uma mistura de campo e floresta, à beira do Mar Báltico, com construções centenárias originais que foram transportadas de todas as partes do país pra lá, e contam a história, o modo de vida e as tradições do povo estoniano. Interessante e relaxante! 🙂
As 2 noites que fiquei em Tallinn foram, então, mais que suficientes pra conhecer tudo - mas mesmo assim, por causa de uma série de pequenos contratempos, por menos de 5 minutos eu perdi meu barco pra Helsinki! O jeito foi mofar por mais 3 horas no porto, até poder embarcar no próximo ferry boat pra capital finlandesa... Aliás, nem dá pra chamar aquilo de ferry boat! O barco que faz o trajeto de 2 horas entre as duas cidades é, na verdade, um navio luxuoso, com vários andares preenchidos por garagens, lounges, bares com música ao vivo, restaurantes, free shop e até um jardim! Quando vi tudo aquilo, pensei "É, acho que já estou na Escandinávia mesmo... OUTRO NÍVEL!!" 😂

Passeando entre os lounges do barco "top" que liga as capitais estoniana e finlandesa
Chegar em Helsinki também foi um certo "choque" em relação às 3 capitais visitadas anteriormente. A cidade é bem maior (considerando os padrões europeus), mais moderna, MUITO mais cara (único ponto negativo) e com jeito de metrópole de primeiríssimo mundo - com o bônus de não ser grande demais e por isso, não ter problemas como excesso de gente, trânsito pesado, etc...

Andando pelo centro da cosmopolita Helsinki
Outro ângulo da Senaatintori (Praça do Senado), onde também fica a principal catedral de Helsinki (2ª foto do post)
Meu brother Jani, um finlandês que era um dos meus melhores amigos no meu 1º intercâmbio (há 8 anos!), e que eu não via desde então, já estava me esperando no hostel pra gente ir dar um rolê... E o reencontro depois de tanto tempo, somado a tudo que veio na sequência, fez desse dia - que tinha começado mal por causa do barco perdido - o mais legal de toda a viagem!! 😃

Com o Jani num clube público de Helsinki, com piscinas e saunas (a mais famosa e popular invenção finlandesa) que ficam de frente pro mar e pra bela parte antiga da cidade!
Esse dia específico foi sensacional não só porque reencontrar um grande amigo depois de tanto tempo é sempre uma coisa incrível, mas porque a gente andou bastante pela cidade, já "matando" a maioria dos principais pontos turísticos (que realmente me surpreenderam, porque eu não esperava encontrar na Finlândia construções tão grandiosas, parques tão maravilhosos e uma fusão tão harmônica de coisas antigas com novas)... E também porque era uma 6ª feira e a gente prolongou o rolê noite adentro, indo onde os FINLANDESES - e não os turistas - vão (graças ao Jani)!! 😃

Rindo de alguma besteira que o Jani (ali no fundo) falou, no Kaivopuisto - um dos parques mais lindos que eu já visitei na vida, à beira do Mar Báltico! 😃
Num dos vários bares que fomos, fizemos amizade com uma galera da Lapônia (a terra do Papai Noel, que fica no norte da Finlândia), e pra minha aversão inicial, acabamos indo com eles num karaokê... Eu odeio karaokê, não canto e tenho uma tremenda vergonha alheia das pessoas que cantam neles, mas o lugar tinha uma parte que era uma balada e era tão animado (além de que todo mundo já estava "pra lá de Bagdá" - eu incluso 😂), que acabou sendo MUITO divertido!! Hahaha...

Temppeliaukio é uma igreja moderna que foi feita diretamente na rocha! Diferente de tudo que eu já vi 😃
No dia seguinte, mesmo com "aquela" ressaca, continuei a exploração da cidade junto com a Päivi, uma amiga finlandesa que eu tinha conhecido na Itália, 4 anos antes, e à noite fui para o 3º reencontro, com um brother que fiz no ano passado, na Croácia (o Jesse)! Assim, mais uma vez, fui levado a lugares diferentes porque eu estava com gente local - o que, de novo, foi ótimo! 😃

Mais uma foto com o tal monumento do qual eu sempre ouvi falar... A loira ali atrás é a Päivi!
Assim como nas capitais bálticas, 2 noites foram suficientes pra conhecer Helsinki. Mas como você pode imaginar, aqui, eu gostaria de ter ficado mais, pois essa cidade foi outro ponto alto da "URSS 2018" (ainda mais que Riga já havia sido)! 😃

E por incrível que pareça, algo ainda mais espetacular me aguardava mais ao leste...



••• "Partiu Estônia e Finlândia"?! Então agora encontre AQUI a melhor opção para a sua HOSPEDAGEM em Tallinn e Helsinki! •••



... Até a próxima viagem! =)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dúvidas, sugestões, críticas, elogios...? Participe comentando aqui! =)