quinta-feira, 20 de julho de 2017

MINI GUIA / EXPERIÊNCIAS - Cruzar o BIG SUR pela Highway 1, na CALIFÓRNIA!


Caros viajantes!

Assim como o post sobre San Marino, que foi "2 em 1" (Mini Guia + Fora da Rota), o de hoje também une dois tipos de artigo (MINI GUIA e EXPERIÊNCIAS) e será o #03 tanto de uma seção quanto da outra... Mas, como sempre, tratando de um destino inédito: o Big Sur, na mítica estrada californiana Highway 1! 😃

A HWY-1 tem pouco mais de 1.000km de extensão e, ao longo do caminho, muda várias vezes de nome (Cabrillo Highway, Pacific Coast Road, etc.), além de se fundir, em alguns trechos, com outra importante estrada: a Highway 101.
O início da "1" fica em Dana Point, ao sul de Los Angeles, e o fim em Leggett, ao norte San Francisco. Tanto "LA" quanto "SF" são cortadas por essa estrada, assim como dezenas de outras cidades e locais importantes da Califórnia: Orange County, Long Beach, Malibu, Santa Barbara, o próprio Big Sur, etc.

Evidentemente, escrever um guia sobre uma estrada tão longa e que passa por tantos lugares famosos e incríveis não demandaria um post, mas um livro inteiro! Por isso, resolvi focar na parte mais sensacional da HWY-1, que é a região conhecida como Big Sur!

Nesse trecho, quase não há lugares habitados e a grande atração é o próprio percurso em si, que consiste numa estrada espremida entre as montanhas e os penhascos à beira-mar. Essa combinação, somada ao azul do Oceano Pacífico, os trechos verdes de floresta e certos locais específicos, fazem dessa uma das estradas mais lindas do mundo - e da sua travessia, uma experiência de viagem absolutamente inesquecível. Não é pra menos, afinal, o que dizer dos cenários mostrados nas imagens? 😃

Se você já se perguntou de onde seria a foto da template do blog... Aí está a resposta! 😃
Eu atravessei boa parte da HWY-1 durante 2 dias, no meio duma longa viagem que fiz pela Califórnia. Dirigi do sul para o norte, mas o sentido norte-sul talvez seja ainda mais legal, já que a faixa de estrada dele fica mais próxima do mar!

No primeiro dia fiz um trecho menor, saindo de Santa Barbara e parando em Grover, Pismo e Avila (todas são cidadezinhas litorâneas). Essa última é minúscula, isolada e encantadora, e consiste numa prévia dos espetáculos que estão por vir no Big Sur; lá também há uma pequena caverna chamada Pirate's Cave, onde eu tirei essa foto:

E essa é a foto do perfil do CM no Instagram! 😃
Parei para dormir em San Luis Obispo e, no dia seguinte, realizei a parte realmente fantástica da road trip: o Big Sur... O que rendeu um dos dias mais inesquecíveis da minha vida! 😃

O Morro Rock, em Morro Bay
Era outono, mas o tempo estava perfeito. Logo depois de passar pelo Morro Rock, que é uma curiosa formação vulcânica no mar, fiz a primeira parada em San Simeon (considerada o ponto inicial do Big Sur), no Hearst Castle. Ele pertenceu a um bilionário da imprensa norte-americana e é uma das maiores mansões do mundo; na verdade, é meio brega, mas impressiona justamente pelas suas dimensões e exageros!

Pela piscina grega do Hearst Castle, dá pra ter uma ideia da megalomania do seu antigo dono...
... E tem uma romana também! 😲
Dali em diante, é praticamente só estrada (nada de cidades)... E as vistas surreais começam pra valer! 😃

A Highway 1 segue o "desenho" do litoral recortado do Big Sur
Que visual!!
Pra mim, a maior joia do Big Sur é o pouco conhecido Julia Pfeiffer Burns State Park, que guarda um dos lugares mais lindos em que eu já estive na vida: uma pequena praia inacessível, que você só vê de cima, cercada por rochedos e pela floresta, e na qual cai uma CACHOEIRA, na areia mesmo! 😃

As águas das McWay Falls caem direto na areia da praia...
... Que é separada dessa outra praiazinha por uma pequena península. Tudo isso fica no belíssimo Julia Pfeiffer Burns State Park!
Como em novembro anoitece às 17h na Califórnia, não tive tempo, nesse dia, para Carmel-by-the-Sea (tida como o ponto final do Big Sur), nem para Monterey. Então passei direto por elas e fui até Santa Cruz, onde fiquei na casa de um brother brasileiro dos tempos de escola. Alguns dias depois, aluguei um carro de novo e "desci de volta" pela HWY-1, para visitar essas duas cidades.

Monterey é bonitinha e um pouquinho maior. Tem um importante aquário, mas pouca coisa além disso. Já Carmel-by-the-Sea, ou simplesmente Carmel, é MUITO charmosa, uma espécie de Campos do Jordão com praias - que por sinal, são lindas!

A Carmel River Beach tem a água do mar de um lado, e a do Rio Carmel do outro! 😃
Carmel-by-the-Sea
Lá também fica a entrada para uma estrada particular chamada 17-Mile Drive, que vale muito a pena pagar para fazer; ela percorre um belo caminho entre Pebble Beach e Pacific Grove, passando por florestas, campos de golfe, praias e mansões de cair o queixo!

O "Lonely Cypress" (cipreste solitário), um famoso view point da 17-Mile Drive
Fim do dia na 17-Mile Drive, em Carmel...
Vale destacar que o trecho da Highway 1 que atravessa o Big Sur tem cerca de 140km, o que pode parecer pouco. Porém, a viagem é BEM demorada, seja pelas várias paradas que você vai fazer nos view points pra contemplar tudo com calma, seja porque a estrada é MUITO sinuosa e praticamente não há trechos de alta velocidade... Mas quem é que tem pressa num lugar desses? 😃

Ao lado da Bixby Creek Bridge, num dos vários view points espetaculares do Big Sur



••• E agora que você já conhece bem essa região fantástica, encontre AQUI a melhor opção para a sua HOSPEDAGEM no Big Sur e em San Simeon, Carmel e Monterey! •••



Até a próxima viagem! =)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dúvidas, sugestões, críticas, elogios...? Participe comentando aqui! =)