quinta-feira, 1 de junho de 2017

DICAS DE UM "CM" - O melhor método para encontrar PASSAGENS baratas!

Caros viajantes!

Mês novo, post novo... Seção nova! 😃
Aqui na DICAS DE UM "CM" (cidadão mundial), não vou falar exatamente de destinos ou experiências, mas sim de assuntos práticos relacionados a viagens que são úteis a todo mundo, dando "toques" valiosos baseados no aprendizado que tenho tido com cada viagem que eu planejo e faço! =)

Pra começar, vou abordar um assunto que pode parecer um pouco "batido", afinal, basta "dar um Google" pra encontrar inúmeras páginas dando dicas sobre como encontrar passagens baratas. No entanto, embora várias dessas dicas até sejam úteis, boa parte delas são meio óbvias (exemplo: voar em dias da semana), além de que elas não ensinam, necessariamente, os melhores meios para a achar a passagem ideal...

Digo isso por experiência própria. Ao longo dos anos, testei vários buscadores de passagens (brasileiros e estrangeiros), comprei passagens com muita e com pouca antecedência, viajei por diversos tipos de companhias aéreas... E essas são algumas das coisas mais relevantes que eu aprendi (e que não são ditas em qualquer lugar):

• Antecedência é importante, mas não é tudo. Preços de passagens aéreas são muito dinâmicos, e como não dá pra saber exatamente qual é a demanda atual do trecho que você quer adquirir, o jeito é fazer a compra num período médio que vale para a todos os voos, que é de cerca de 3 meses a até uns 15 dias antes da viagem.
Além disso, que o ideal é não deixar pras vésperas, todo mundo sabe. Mas um "mito" que eu acreditava (e que muita gente ainda acredita) é o de que "quanto antes, melhor"! Isso mesmo: não é porque você compra uma passagem mais de 6 meses antes da viagem, que vai garantir o melhor preço... Na verdade, é bem pouco provável que isso aconteça!

• NÃO dependa só dos sites buscadores de passagens, como Decolar, Skyscanner, Google Flights, Kayak, etc. Eles são, sim, muito úteis, e às vezes as melhores opções estão neles mesmo, graças a acordos feitos com as companhias aéreas. Porém, eles não são perfeitos...
Primeiro, porque é comum haver taxas de serviço incluídas no preço final da passagem.
Segundo que, por motivos que desconheço, já constatei que às vezes, é possível encontrar trechos e preços nos sites das próprias companhias que simplesmente não aparecem nesses buscadores!
Terceiro, esses sites raramente abrangem empresas "alternativas", sejam as low cost ou companhias pequenas (daquelas que têm bem poucos aviões) - e quase sempre, são elas que oferecem as melhores opções!
O que nos leva ao próximo item, que é o mais importante...

• Você deve estar perguntando: Mas como vou saber da existência desses voos "ocultos?"... E é aqui que está o "pulo do gato"! 😃
O melhor método é fazer uma pesquisa manual minuciosa, que evidentemente dá mais trabalho, mas que quase sempre vale pena. Como? Assim:
1) descubra, no Google, quais são os aeroportos que existem nas cidades que você vai usar como partida e chegada. Para isso, basta digitar o nome da cidade, seguido de "airport".
2) se você souber, ou pelo menos desconfiar que existem cidades próximas que tenham aeroportos, pesquise-as também. Isso vale especialmente para a Europa e para os EUA, onde qualquer cidade média tem aeroporto. Não manja tanto de geografia, ao ponto de saber quais são as cidades próximas das que te interessam? Simples: dê uma olhada no Google Maps!
3) agora, você vai pesquisar o nome de cada aeroporto selecionado na Wikipedia. Mas use sempre a versão em inglês, que é a mais completa e atualizada! Lá, todos os artigos de aeroportos têm uma seção chamada "Airlines and Destinations", na qual constam todas as empresas que operam no aeroporto pesquisado e todos os destinos conectados.
4) com essas informações, entre no site de cada companhia que faz o trecho desejado e busque seus voos diretamente nele. Nesta etapa, também vale o conselho do item 2: considere as cidades próximas! Sim, eu sei que pode haver, na lista da Wikipedia, cidades que você nunca ouviu falar, mas não custa gastar 5 segundos abrindo o Google Maps em outra janela e pesquisando onde elas ficam, porque é perfeitamente possível que você descubra que se trata de um lugar vizinho ao que procura! Com isso, suas opções aumentam e mesmo que você ainda tenha que fazer um deslocamento de ônibus ou trem, o preço e/ou o horário podem compensar!
5) fazendo esse "caminho", certamente você vai encontrar voos e companhias aéreas desconhecidas, mas não há o que temer! Aviação é uma coisa levada a sério no mundo todo, então pode ficar tranquilo(a) quanto à segurança. Além disso, é possível que você até se surpreenda positivamente com a qualidade do serviço prestado!

A passagem não tinha nem o logotipo da companhia, mas foi um achado e tanto! 😄
Achou muito complicado? Garanto: não é. Toma mais tempo, sem dúvida, mas isso pode salvar seu bolso e também a sua programação (afinal você pode encontrar horários mais convenientes), principalmente em rotas muito procuradas e/ou em alta temporada!
E para que você se convença de vez sobre a eficácia desse método, vou contar dois exemplos próprios (que nem de longe são os únicos!) - é que não quero que o post fique muito longo...

- Eu queria ir de Amsterdam (Holanda) para Munique (Alemanha) na época da Oktoberfest, que é disputadíssima. Segundo os sites "tradicionais", só a Lufthansa e a KLM faziam esse trecho e naturalmente, os preços estavam bem altos, além de que os horários não eram dos melhores... Mas, usando o método acima, descobri que eu poderia voar de Rotterdam (que fica a 1h de trem de Amsterdam) para Munique, com uma companhia aérea pequenininha, chamada BMI Regional - que não aparecia em NENHUM site buscador de passagens! Na hora que vimos o avião, foi até engraçado, porque ele parecia mais um jatinho particular:  era bem pequeno e sequer tinha a pintura da empresa! Hahaha... Mas valeu MUITO a pena, pois custou quase 3 vezes menos e, por causa da Oktoberfest, eles ainda serviram cervejas da Paulaner à vontade - mesmo sendo 9h da manhã! 😄

- Muito recentemente, eu vinha monitorando passagens do Brasil para a Europa por meio de alertas que criei em buscadores como Decolar e Kayak, por causa duma viagem que farei em breve. Não sei porquê, mas aquela "moda" de promoções que existia até um tempo atrás simplesmente acabou! Estava impossível achar qualquer coisa que não custasse pelo menos o DOBRO do que eu paguei no ano passado, viajando na mesma época... Até que resolvi tirar uma tarde pra aplicar o método que expliquei, e depois de alguma insistência com tentativas de trechos e datas diferentes, por diferentes companhias, acabei encontrando um preço bem mais razoável diretamente no site da Air China, justamente para o trecho que eu mais queria e sem escalas! Detalhe: de novo, essa opção não apareceu em NENHUM site buscador de passagens - mesmo se tratando, desta vez, de uma empresa grande!

Até a próxima viagem! =)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dúvidas, sugestões, críticas, elogios...? Participe comentando aqui! =)